Web AGENDA CAU JANEIRO REDUZIDA
CIRCUITO +

curiosidades

Mais Curiosidades da Aromaterapia

maio 28

aromaterapia (1)

1 – A palavra aromaterapia foi criada nos anos 20 pelo químico francês René Gattefossé. O interessante é o fato de ter surgido em conseqüência de um acidente em que o químico, ao queimar uma das mãos no laboratório, instintivamente, mergulhou-a no primeiro líquido que viu à sua frente. O alívio foi imediato e, a cicatrização muito rápida. O líquido era óleo essencial de lavanda. Estava descoberta a aromaterapia.

2 – Quando os óleos essenciais são abundantes nas células de certas madeiras, como o sândalo, cujas raízes e lenho proporcionam quase 61% do seu óleo, seu aroma mantém-se inalterado por muitos anos, mesmo se essas madeiras forem reduzidas a pó posteriormente.
Por isso o óleo de sândalo além de servir para curar certas doenças, é um exelente fixador de perfumes.

3 – Divindades e Perfumes : Na Grécia Antiga, dizía-se que os deuses em muitas ocasiões, untavam-se com perfumes, que ao gotejarem a terra, caíam sobre flores e plantas dando-lhes aromas maravilhosos.

4 – Você sabia que o tratado mais antigo sobre perfumes foi escrito na Grécia, em 323 a.C., por Teofrasto, um grande perito em botânica, que sucedeu Aristóteles à frente do famoso Liceu Ateniense. Intitulava-se “Tratado Sobre os Odores” e que até a Idade Média foi considerado o texto básico da perfumaria, pois apresentava uma lista de todas as plantas das quais era possível extrair os óleos aromáticos, e explicava como trabalhar as especiarias?

5 – Patchouli. Símbolo dos hippies nos anos 60, exótico, afrodisíaco, marcante, inconfundível. Esse componente de muitos perfumes de rara fragrância tem inúmeras utilidades terapêuticas, como : antídoto contra picadas de mosquitos e cobras venenosas, repelente de traças, combate a acne e algumas micoses cutâneas, ajuda nos tratamentos de ansiedade e depressão.

6 – Com aproximadamente 330kg de folhas secas de patchouli, consegue-se extrair 1kg de óleo essencial, que se obtém por destilação.

7 – Você sabia que Napoleão Bonaparte, mandou confeccionar um frasco especial que pudesse incerir na bota de seu uniforme militar e, que enchiá-o com Água de Colônia para poder perfumar-se mesmo no campo de batalha? Isso é que é vaidade! Ainda dizem que apenas os homens modernos são vaidosos.

8 – O máximo de refinamento para um grego dos séculos V e IV a.C. era freqüentar os banhos públicos ( como os romanos fariam séculos mais tarde ). Depois da imersão em uma grande banheira cheia de água quente, untava-se com um ungüento aromático diferente para cada parte do corpo.

9 – O morango utilizado na perfumaria não é o mesmo fruto carnudo, grande e vermelho das sobremesas. Em perfumaria utiliza-se o morango silvestre e, geralmente, junto com outros frutos vermelhos como groselha e framboesa, por isso a indicação “frutas vermelhas”.

10 – Você sabe o quê é Manteiga de Cupuaçu?
Resposta : O cupuaçuzeiro é uma planta originária da Amazônia e, pode viver por até 80 anos, alcançando até 20 metros de altura. Apesar de citado no exterior apenas como mais uma espécie exótica da Amazônia,
suas peculiaridades já estão fazendo com que seja plantada em escala industrial para suprir a demanda que cresce a taxas muito mais elevadas do que o extrativismo de plantas nativas pode suprir. O fruto considerado como um dos mais nobres da floresta amazônica, tem cerca de 20cm de comprimento e cerca de 30kg, contendo de 30 a 40 sementes. Da polpa faz-se doces, sorvetes, cremes, mouses, etc…, das sementes extrai-se uma fração lipidica nobre denominada manteiga de cupuaçu, que possui propriedades singulares de absorção de água, fato este que lhe rendeu o nome de “lanolina vegetal”.
A Manteiga de Cupuaçu possui uma capacidade de absorção de água cerca de 240% superior a lanolina anidra, age sobre o tecido humano formando uma película protetora que impede a evaporação de água da pele e tem efeito cicatrizante. Possui aplicação em todo tipo de cosmético nos quais toque sedoso, hidratação prolongada e suavidade, sejam características fundamentais.

11 – Na França do século XVI, o ato de tomar banho lavando todo corpo com água e sabão, era considerado um luxo, praticado uma vez por ano, por isso os perfumes, que disfarçavam os maus cheiros, tinham tanta importância.

12 – Na Roma Imperial ainda não haviam inventado o sabonete, e os cidadãos mais endinheirados tinham o costume de ir às termas uma vez por dia, sendo as mulheres pela manhã e os homens do entardecer por diante. Pagava-se 2 asses ( a metade de 1 sestércio ), cerca de 3 a 4 dólares atuais. Depois de passarem pelos vestiários, saiam com um pequeno pedaço de pano enrolado na cintura, passavam por uma sala chamada de TEPIDARIUM, com uma piscina de água quase fria, em seguida entravam no CALIDARIUM, onde tomavam um banho bem quente e, depois iam direto para o FRIGIDARIUM, onde tomavam banho gelado, dali, iam repousar num local chamado LACONICUM, onde o ar era muito quente e seco. Depois repetia-se tudo de novo. Com a transpiração obtida, conseguia-se uma limpeza profunda, e com azeite, que os escravos lhes friccionavam em todo corpo, limpavam e hidratavam a pele. Finalizavam tudo com muitas misturas perfumadas, principalmente com rosa e álamo, rosa e mirra ou rosa e pinheiro. Iam então para um local onde sentavam-se e conversavam enquanto completavam o relaxamento. Eles inventaram o spa urbano?

13 – Você sabia que a casa de perfumes mais antiga do mundo foi fundada em Londres em 1799, e que seu fundador o jovem James Atkinsons, começou vendendo de casa em casa uma gordura de urso perfumada de rosa, para fixar os bigodes?

14 – A denominação “nariz” dentro da perfumaria, é a pessoa que é treinada para ter uma capacidade olfativa extremamente desenvolvida, como um compositor, que necessita treinar os ouvidos. Os narizes são os criadores dos perfumes e, em seus laboratórios contam sempre com um grande móvel cheio de pequenos frascos com fragrâncias diferentes, esse móvel é chamado de órgão, pois as diferentes essências devem harmonizar-se como notas musicais. Compõe-se um perfume da mesma forma que compõe-se uma música, nota por nota, e pode-se levar horas, dias, semanas ou meses. Portanto, perfumistas, ou melhor dizendo “narizes” e compositores, tem muita coisa em comum.

15 – Você sabia que o âmbar, essa matéria prima muito comum em perfumaria, se deriva da secreção intestinal dos cachalotes, que é expelida naturalmente e que depois de flutuar na água se condensa em blocos porosos compostos por cristais e são recolhidos pelos pescadores na costa de Madagascar, Ilhas Molucas ou na Groelândia?

16 – O conhecido alecrim, da família das labiadas, além de ser um ótimo tempêro para carnes, tem seu óleo essencial muito utilizado na aromaterapia, bom para combater hipotensão, fadiga mental, distúrbios nervosos, dores musculares ou reumáticas. É estimulante e revigorante, mas foi também um dos ingredientes do primeiro perfume alcoólico do mundo, conhecido como água da rainha da Hungria. Você sabia?

17 – Em 1849, com a abertura de um pequeno laboratório em Grasse na França, o jovem químico Molinard marcaria o fim da perfumaria artesanal e inauguraria a era da perfumaria industrial.

18 – No Islã , desde os tempos de Maomé, valiosas substâncias aromáticas sempre foram utilizadas para se obter prazer para o corpo e para o espírito, o próprio Maomé era um apreciador de perfumes. Dentre os mais usados em seu tempo, podemos citar o Mendesium, à base de canela, o Egiptium, à base de cálamo e o Qandi, feito de açucena, mas também a rosa, o jasmim, o sândalo, a mirra, a hena, o nardo e o âmbar-cinza eram muito utilizados, sendo o nardo, o mais valioso na época, e o âmbar-cinza, o mais apreciado pelos reis e príncipes, que o trocavam entre si como presente em sinal de bom augúrio.

19 – Você sabia que a Eau de Cologne 4711, durante anos foi utilizada como tônico revigorante e, que foi Napoleão Bonaparte, em 1810, quem a fez se transformar em perfume? Sua fórmula, até hoje, é um dos segredos mais bem guardados da perfumaria, como a fórmula da coca-cola é para os refrigerantes.

20 – Existem cerca de 10 espécies de mangericão no mundo. Muitos pratos típicos do Mediterrâneo utilizam o mangericão como tempêro. Suas propriedades curativas são o combate a picadas de insetos, elixir digestivo, ajuda na cura de resfriados e alivia a bronquite, também ameniza a fadiga mental e a tensão nervosa. É utilizado na fabricação de bebidas e perfumes. No caso, para perfumes mais intensos, as folhas do mangericão não podem ser cortadas suavemente com uma tesoura, mas sim arrancadas com força. No antigo Egito, as folhas secas do mangericão, era um dos principais componentes que compunham o bálsamo utilizado para a mumificação.

21 – Você sabia que a Amazônia é o mais importante ecosistema do mundo, que abrange 9 países da América do Sul, incluindo 61% do território brasileiro ?

22 – Você tem idéia de quantas espécies vegetais são encontradas na Amazônia ? Estima-se algo em torno de 30 milhões, mas apenas uma pequena porcentagem foi estudada até o momento.
Esta riqueza incalculável vem sendo destruída sistemáticamente pela indústria madeireira, que se fosse mais esperta, ao invés de explorar toda madeira, investiria no plantio sustentável de espécies com fins madeireiros e ampliariam seu ramo de atividades na exploração controlada e sustentada dessa biodivercidade fabulosa que encanta todo mundo e é fundamental para a sobrevivência do planeta.
O número de espécies vegetais é tão grande que não se tem idéia de quantos benefícios poderia trazer para a humanidade em termos nutricionais, farmacêuticos e cosméticos. Toda essa riquesa seria muito mais rentável e lucrativa que toda madeira que ela pode nos oferecer e, sem precisar destruir a mata. Será que eles vão acordar a tempo ?

23 – A Lavanda. Você sabia que ainda hoje, na costa mediterrânea, a espiga da lavanda é considerada um amuleto para atrair prosperidade, fecundidade e riqueza.

24 – Os astrólogos dizem que a lavanda cria uma aura que irradia magnetismo, tanto nas coisas como nas pessoas com as quais entra em contato.

25 – Dizem os astrólogos, que a menta ( hortelã ), estimula as atividades cerebrais e desenvolve a memória dos desmemoriados e dos estudantes que dão o famoso “branco” na hora de uma prova. Portanto, uns dias antes de fazer algum exame, procure tomar algumas xícaras de chá de hortelã fresca, estilo Chá Marroquino, além de ser muito gostoso, deixará sua memória afiadíssima.

26 – Ao Comprar um perfume : Se é mulher, nunca faça a escolha no período mestrual, pois o grau de acidez da pele pode estar diferente do habitual e, reagirá de forma diferente com o perfume, alterando sua fragrância.
Se estiver resfriado ou com febre, sua escolha também será prejudicada.
É muito importante que quando for escolher um perfume, a pessoa esteja calma e feliz.
A escolha deve ser bem orientada. Informe ao atendente que tipo de fragrância deseja ( amadeirada, cítrica, floral, marinha, exótica ), isso facilitará as opções que lhe serão oferecidas, evitando que lhe mostrem muitas variedades, o que acabaria atrapalhando sua escolha.

27 – Porque você usa um perfume ?
A : Para sentir-se sempre com aquele cheirinho de limpeza.
B : Por que ganhou de presente e quer agradar o companheiro ou a companheira.
C : Viu a propaganda do último lançamento e quer estar na moda da perfumaria.
D : Ou você faz parte do grupo dos loucos por perfumes e sente um grande prazer no ritual de comprar uma fragrância nova, ou de repetir a compra do seu inseparável cheiro preferido.

28 – Na linguagem das flores, as violetas significam “penso em você e sinto sua falta”.
Dentre as 400 espécies existentes, apenas de uma, a Viola Odorata, extrai-se o perfume romântico e feminino que tanto agrada as mulheres maduras.


Comente

Entre o espiritual e o material

março 28

3113256787_7dbef9d81e_o-480x272

 

EXISTIMOS NESSA FRONTEIRA, não muito bem delineada, entre o material e o espiritual. Somos criaturas feitas de matéria, mas temos algo mais. Somos átomos animados capazes de auto-reflexão, de perguntar quem somos.

Devo dizer, de saída, que espiritual não implica algo sobrenatural e intangível. Uso a palavra para representar algo natural, mesmo intangível, pelo menos por enquanto.
Pois, se olharmos para o cérebro como o único local da mente, sabemos que é lá, na dança eletro-hormonal dos incontáveis neurônios, que é gerado o senso do “eu”.

Infelizmente, vivemos meio perdidos na polarização artificial entre a matéria e o espírito e, com frequência, acabamos optando por um dos dois extremos, criando grandes crises sociais que podem terminar em atrocidades.

Vivemos numa época onde o materialismo acentuado -do querer antes de tudo, do eu antes do outro, do agora antes do legado-, está por causar consequências sérias.
Lembro-me das sábias linhas do filósofo Robert Pirsig, no clássico “Zen e a Arte da Manutenção de Motocicletas”: “Nossa racionalidade não está movendo a sociedade para um mundo melhor. Ao contrário, ela a está distanciando disso”.

Ele continua: “Na Renascença, quando a necessidade de comida, de roupas e abrigo eram dominantes, as coisas funcionavam bem.
Mas agora, que massas de pessoas não têm mais essas necessidades, essas estruturas antigas de funcionamento não são adequadas. Nosso modo de comportamento passa a ser visto como de fato é: emocionalmente oco, esteticamente sem sentido e espiritualmente vazio”.

O ponto é claro: atingimos uma espécie de saturação material. Para chegar a isso, sacrificamos o componente espiritual. O material é reptiliano: “Eu quero, eu pego. Se não consigo, eu mato (metaforicamente ou de fato). O que quero é mais importante do que o que você quer”.

Claro, progredimos muito, dando conforto a milhões de pessoas, mas, no frenesi do sucesso, deixamos de lado o que nos torna humanos. Não só nossas necessidades, mas nossa generosidade, nossa capacidade de dividir e construir juntos.

Quando nossa sobrevivência está garantida, recaímos em nosso modo reptiliano de agir -autocentrado- e esquecemos da comunidade.

A diferença entre nossa realidade e a de Pirsig, que escreveu essas linhas acima em 1974, é que um novo tipo de conscientização está surgindo, em que o senso de comunidade está migrando do local ao global.
Isso me deixa otimista.

Em todo o planeta, um número cada vez maior de pessoas entendeu já que os excessos materialistas da nossa geração precisam terminar. Não é apenas porque o materialismo desenfreado é superficial. É porque é letal, tanto para nós quanto para a vida à nossa volta.

Olhamos para nosso planeta de modo que não olhávamos 20 anos atrás. O sucesso do filme “Avatar” não teria sido o mesmo em 1990.
O momento está chegando para um novo tipo de espiritualidade, que nos levará a uma existência mais equilibrada, onde o material e o espiritual mantêm um balanço dinâmico. O material sem o espiritual é cego, e o espiritual sem o material é fantasia. Nossa humanidade reside na interseção dos dois.

 

MARCELO GLEISER é professor de física teórica no Dartmouth College, em Hanover (EUA), e autor do livro “Criação Imperfeita”


Comente

Curiosidades da Aromaterapia

dezembro 10

Conheça um pouco mais sobre a Aromaterapia

 

aromaterapia1_30011216321362

 

1 – Com a descoberta do fogo, o homem teve os primeiros contatos com os perfumes que exalavam de alguns arbustos e resinas, quando queimados. De lá para cá, não paramos mais de pesquisar e tentar descobrir ou de criar novas fragrâncias.

2 – Você sabia que existem mais de 5.000 tipos de rosas espalhadas pelo mundo e, que ela é considerada a rainha das flores? Para extraírmos 1k de óleo essencial de rosas, necessitamos de 3.000k de flores.

3 – Toda rainha precisa de um rei. O jasmim é considerado o rei das flores perfumadas. São necessários 8 milhões de pétalas ou, 100k de flores de jasmim para se conseguir 1k de óleo essencial.

4 – De onde você imagina que vem a baunilha, tão utilizada na indústria de alimentos e de cosméticos?
Resposta: Das bagas da Vanilla Planifolia, uma espécie de orquídea bela e sensual. Talvez, por isso a baunilha seja considerada afrodisíaca.

5 – A indústria cosmética tem uma matéria prima chamada Aminoácidos da Seda, que é extraída do casulo do bicho-da-seda. Este casulo é formado por um tênue fio produzido pela lagarta, mas o curioso é saber que se esticarmos todo fio desse minúsculo casulo, ele medirá cerca de 2.000m de comprimento.

6 – Por que será que o mesmo perfume tem fixação diferente em diferentes pessoas?
Resposta: Pelas características próprias de cada indivíduo. Tipo de pele, suor, acidez, hábitos de alimentação e higiene, remédios que toma, local onde vive, pois até o clima pode modificar a fixação de um perfume.

7 – Muitas pessoas que usam o mesmo perfume por muito tempo, costumam dizer que o produto já não é mais o mesmo, que ficou mais fraco, pondo em dúvida a qualidade do perfume. Na verdade isso acontece por causa de um fenômeno chamado de Saturação Olfativa, ou Acomodação Olfativa, ou ainda Percepção Olfativa. Está comprovado que com o tempo as pessoas vão se abtuando com cheiros do dia a dia e, passam a não percebê-los mais. No caso dos perfumes, tem-se a nítida impressão de que está ficando mais fraco.

8 – A palavra perfume vem do latim, sendo: Per = através, Fumum = fumaça.

9 – Os povos antigos consideravam os perfumes como símbolo de riqueza e poder, além de forte atrativo e estimulante para amor e desejo.

10 – Os gregos tinham o hábito de usar uma fragrância em cada parte do corpo.

11 – O primeiro perfume alcoólico surgiu em 1.370.

12 – A primeira água de colônia foi criada no século XVIII, por Jean Marie Farina.

13 – A França é considerada o berço da perfumaria, sendo Grasse o centro da cultura de flores e Paris o centro da indústria de perfumes.

14 – Você sabia que o famoso fixador, usado em perfumes, não passa de uma lenda: Na realidade existem notas ou famílias olfativas, que duram mais tempo, são menos voláteis e, aumentam a fixação dos perfumes, mas na verdade são parte integrante de sua composição. Normalmente, as notas de fundo tem essa característica.

15 – Você sabia que o Cravo-da-índia é o botão seco de uma pequena flor cor-de-rosa muito perfumada, que é cultivada há séculos na Ásia,
e que ele tem propriedades analgésicas?

16 – O Óleo Essencial de Canela ou Cinnamomum, é extraído da casca da árvore, das folhas e dos frutos. Além do vasto uso culinário, a Canela, como o Cravo-da-índia, é muito utilizada na composição de perfumes.

17 – É curioso saber que as flores do Ylang-ylang devem ser colhidas ao raiar do dia e, postas para secar imediatamente, para que seu óleo essencial tenha boa qualidade. Esse óleo é utilizado em muitos perfumes famosos, como o Chanel 5.
Basta uma gota de Óleo Essencial de Ylang-ylang no travesseiro para harmonizar o sono. Talvez por isso, ao indagada por um repórter o quê ela usava para dormir, a celebre Marilyn Monroe respondeu: Apenas duas gôtas de Chanel 5.

18 – PERFUME COMO OFERTA DE AMOR: No Antigo Egito, o perfume além de ser símbolo de beleza e status, era oferenda importante para os deuses, mas também era um presente trocado entre os cônjuges para a harmonia familiar.

19 – O primeiro museu olfativo do mundo foi criado em 1990, por Jean Kerleo, um famoso “nariz”. Fica em Versalhes, na França. Lá pode-se encontrar todos os grandes perfumes lançados no mundo desde o século passado.

20 – Cleópatra a rainha do Egito, sabia como ninguém a seduzir os seus  amantes utilizando-se do poder inebriante dos perfumes. Foi assim com Júlio César e Marco Antônio. Ela untáva-se com essências aromáticas da cabeça aos pés e, a cada encontro eles ficavam mais e mais apaixonados. Por isso, Cleópatra ficou conhecida como a primeira mulher a usar os perfumes como armas de conquista.

21 – Muitos produtos cosméticos cheiram a frutas e doces. A princípio trata-se apenas de algo inusitado, mas esses aromas, em certas ocasiões, no corpo da pessoa certa, podem torná-la irresistível, já que de alguma maneira, são afrodisíacos.

22 – Você sabe dizer o quê há em comum entre charutos, vinhos e perfumes?
RESPOSTA: Todos esses produtos tem ocasião correta para serem usados, ou seja, dependendo da hora, do clima e do lugar, os tipos variam bastante.

23 – Já ouviu falar em perfume de manteiga? Pois é, a manteiga que se obtém da destilação da Flor de Íris e, parece uma manteiga normal, só que não é comestível, é uma matéria prima utilizada em perfumes de extrema delicadeza. Poderíamos dizer, tratar-se da manteiga mais cara do mundo. Seu quilo chega a custar milhares de dólares.

24 – Você sabia que a bergamota, uma espécie de laranja, fornece seu sumo para a confecção de perfumes. Na verdade, trata-se do óleo essencial, e esse óleo possui propriedades terapêuticas cicatrizante, antiinfeccionante e expectorante.

25 – A palavra incenso, derivada do latim “incensum” ( coisa acesa ), refere-se a uma mistura de várias resinas aromáticas que eram queimadas com mirra, benjoim, gálbano e opopânace. O incenso própriamente dito é a resina de uma planta originária da Arábia e Abissínia e, é muito usada em perfumaria.


Comente

As paredes têm memória!

outubro 10

O que as paredes guardam?

FOTOS_SITE_CAU_blog


Testemunhas permanentes de tudo o que ocorre dentro de casa, as paredes são antenas captadoras de energias.

Quando impregnadas de fortes vibrações negativas, alteram a harmonia do lugar, tornando os ambientes carregados.

Aqui, especialistas em geologia, radiestesia e Feng Shui revelam por que isso acontece e ensinam como neutralizar essas memórias nefastas e transformá-las em irradiadoras de energias positivas.

Há milhões de anos, os homens primitivos pintavam figuras de animais e outros símbolos, com a intenção de registrar os acontecimentos do cotidiano e também de evocar poderes mágicos que lhes trariam boa caça e colheita farta.

A humanidade já mudou muito desde as primeiras pinturas rupestres, mas os especialistas não hesitam em afirmar que as paredes, mesmo não sendo de rocha maciça, captam as vibrações do ambiente.

O motivo não é místico e sim geológico. …

Segundo a Geologia “O cimento e os tijolos  matérias-primas mais usadas na construção de paredes  são formados de microssais e minerais que absorvem as vibrações emitidas naquele ambiente, formando um campo de ondas eletromagnéticas.

É o mesmo processo pelo qual o cristal de quartzo é programado e faz funcionar os relógios”, explica o geólogo Marcos Alves de Almeida, mestre do Instituto de Geociências da Universidade de São Paulo.

“Granito, mármore e metais também são materiais propícios ao armazenamento de energias mais densas, e esse potencial aumenta quando os locais não recebem ventilação, luz e calor do sol.”

…Segundo a Radiestesia Os campos eletromagnéticos estão em toda parte.

Eles formam uma espécie de teia invisível composta da mistura de vários tipos de energia.

“Há vibrações telúricas (aquelas que vêm da terra), emitidas por fendas no subsolo, fossas e veios d’água.

Elas podem ser detectadas e medidas por meio da radiestesia  o nome vem do latim (radium = radiação) e do grego (aestesis = sensibilidade) , uma técnica que alia o poder de concentração ao uso de pêndulos.

Existe também a energia emitida por íons positivos e negativos, isto é, pelas partículas elétricas da atmosfera.

Quando há alta concentração de íons positivos, antes de uma chuva forte, por exemplo, a atmosfera fica carregada, provocando reações como irritabilidade, tensão e cansaço.

Da mesma forma, locais escuros, úmidos e mofados também concentram íons positivos”, explica o radiestesista espanhol Juan Ribaut, que há trinta anos trabalha com reconhecimento de energias e purificação de ambientes.

A força do pensamento e as emoções emitem ondas muito sutis, não menos intensas.

Por isso, praguejar, xingar, viver num clima de discussões, manter idéias e julgamentos negativos influem, e muito, na harmonia da casa.

“O pensamento é uma energia que começa a ser processada no cérebro, responsável pelas reações bioquímicas do organismo.

Quando positivo e amoroso, desencadeia a produção de encefalina, neurotransmissor capaz de fortalecer o sistema imunológico.

Emoções como raiva e ódio têm efeito contrário, prejudicam fígado e pâncreas e, em conseqüência, todo o organismo.

Se emitimos pensamentos negativos com freqüência, eles se transformam em formas-pensamento, emoções fortes concentradas que ganham vida”, explica o radiestesista, que alerta:
“Quem pragueja, inveja e quer o mal do outro é o primeiro e mais afetado por essas vibrações”.

Não é qualquer emoção que fica impregnada nas paredes, porém a repetição de comportamentos que envolvem agressividade, ódio, inveja e raiva são os mais nefastos e permanecem longo tempo no ambiente.

Muitos têm sensibilidade aguçada e captam imediatamente o clima carregado ou o baixo-astral.

É o caso da decoradora paulista Nesa César.

“Já senti na pele a memória das paredes.

Fui visitar uma nova cliente.

A casa era cheia de luz, bonita e bem decorada, mas ao entrar fiquei toda arrepiada.

Senti tristeza e a sensação de que o lugar me expulsava, e sempre quando saía de lá ficava deprimida.

Depois de algum tempo, a cliente revelou que ali havia acontecido muitas discussões pesadas e a separação do casal.

Essa energia estava estagnada no ambiente”, conta Nesa, que faz meditação antes de enfrentar clientes difíceis e na volta cuida da limpeza energética com reza e banho de ervas.

Ela acredita que colorir as paredes é um potente amuleto contra essas vibrações densas.

“A energia da casa se renova com pintura, limpeza, ar e luz”, conclui a decoradora. …

Segundo o Feng Shui Da mesma forma, é possível sentir as ondas positivas de um lugar e isso também depende das vibrações energéticas.

A astróloga e especialista em Feng Shui Hanna Optiz, de São Paulo, afirma:

“Quando alguém chega e diz ‘Como sua casa está gostosa!’, não se refere à beleza dos móveis ou aos padrões dos revestimentos e sim à energia do local”.

Com a função de criar privacidade e dividir os ambientes, as paredes devem ser tão bem cuidadas quanto nosso corpo.

“Na teoria chinesa do Feng Shui, elas estão para a casa assim como a pele está para o corpo.

Quando fora de ordem, a energia vital não circula harmoniosamente”, afirma Mariângela Pagano, especialista em Feng Shui, de São Paulo.

Muros e paredes externas também merecem bom trato e é aconselhável evitar que fiquem completamente cobertos por hera, pois isso impede que a casa respire.


Comente

INSTAGRAM